terça-feira, 10 de julho de 2018

SAIBA COMO FOI FEITO O RESGATE DOS MENINOS PRESOS EM CAVERNA NA TAILÂNDIA

O resgate dos 12 meninos e seu técnico de futebol, que ficaram presos 17 dias em uma caverna na Tailândia, começou na madrugada do domingo (8) e terminou na terça-feira (10). Nos dois primeiros dias da operação, oito foram retirados da caverna. No terceiro dia, saíram quatro meninos e o técnico do time de futebol.


A operação foi delicada por conta do estado de saúde dos meninos e do técnico e por causa da dificuldade de acesso à caverna, que tem vários trechos inundados e muito estreitos.

Participaram da operação:

50 mergulhadores especialistas internacionais
40 mergulhadores tailandeses experientes
30 equipes médicas
O mergulho
De dois a três mergulhadores acompanharam cada um dos meninos, que usaram máscaras faciais enquanto eram guiados pelas passagens por corda, já que a visibilidade na água é pouca.

Nos trechos mais estreitos, que podem chegar a 90 cm de largura por 60 cm de altura, os mergulhadores precisaram soltar o tanque de suas costas para que passassem um de cada vez: o mergulhador, o menino e o equipamento.

Cada um dos meninos usou uma máscara de mergulho, além de roupa de mergulho, botas e capacete.

Pausa
Por conta do longo trecho, a operação foi feita aos poucos e os meninos foram retirados em pequenos grupos. Após o primeiro dia, uma pausa de 10 horas foi feita para que os tanques de oxigênio fossem recarregados e os mergulhadores pudessem descansar.
Os mergulhadores levaram cerca de 6 horas para chegar até o grupo, que está isolado a cerca de 4 km da entrada da montanha.

Chuva.

Uma das maiores preocupações foi a condição climática na região. Havia a previsão de uma tempestade que se aproximava e deveria chegar à região da caverna em alguns dias.

Para evitar novas inundações, foi feito o bombeamento constante de água para fora da montanha, e, por isso, pontos antes totalmente inundados podem ser feitos caminhando, afirmou o governador Narongsak Osatanakorn.
Equipe médica.

Na saída da caverna, trinta equipes médicas ficaram de prontidão. Um helicóptero e ambulância esperavam próximo à caverna. Cada um dos meninos resgatados foi levado de helicóptero até a região de Chiang Rai onde foram transferidos de ambulância para um hospital.

O voo da caverna até Chiang Rai durava cerca de 20 minutos. Do heliponto até o hospital são apenas 700 metros de ambulância.
O mergulhador que morre em caverna na Tailândia onde meninos estavam  presos. Tailândia - Um ex-membro da Marinha tailandesa faleceu  na última nesta sexta-feira depois de ajudar os 12 meninos presos em uma caverna do norte da Tailândia, cujas possibilidades de resgate são limitadas. Após ter entregue uma reserva de oxigênio para os meninos, ele ficou sem ar para o retorno e acabou perdendo a consciência no caminho de volta. O companheiro ainda tentou ajudá-lo e carregá-lo, mas não conseguiu.
A morte do socorrista mostrou a dificuldade de um resgate sem colocar em perigo a vida dos meninos e de seu treinador de futebol, presos há 13 dias na caverna de Thuam Lang.

"Apesar de termos perdido um homem, seguimos com fé em nossa missão", declarou Apakorn Yookongkaew com a voz embargada. ressaltou seu amigo de mergulho.

Nenhum comentário: