sábado, 7 de abril de 2018

“AQUELE QUE COM O ABRAÇO CONSEGUE ME ACALMAR E ME FAZ SENTIR SEGURO, MEU PAI!”. AMANDA BEATRIZ


Por Josivan Dantas.

“Não sou a favor meu filho de você entrar na política, mas se é um desejo seu, se é um sonho seu, seu pai está aqui de seu lado pra lhe apoiar”. Disse Seu Raimundo.

O mandato parlamentar é uma coisa muito séria, não é somente vocação em ser político, é ter, sobretudo, um referencial de vida, de família, é pensar e sonhar grande com um ideal de uma sociedade igualitária é saber que quem ganha com o mandato não é o político, mas a população.

Pois bem…

Se dependesse deste homem, Raimundo Nonato, mas conhecido por Seu Mundinho, seu filho Hélio Willamy, não teria entrado sequer na política, pois com a experiência de vida, ele já sabia que o preço a pagar seria alto, e essa conta ele não queria que seu filho jamais pagasse.

O desejo e sonho em Hélio de entrar na política sempre foi maior do que ele, mas essa decisão ele não tomaria sozinho. Incentivado pelos os amigos da pelada, o filho do pescador saiu bem numa pesquisa feita para vereador na cidade, antes mesmo de começar o registro das candidaturas.

Os números favoráveis foram o combustível para criar coragem, e consultar seu pai como sempre fez e faz até hoje. Ele sabia que um sonho de um pai é ver os sonhos dos filhos realizados… O sonho dos filhos é poder ter o pai ao lado ao realizar seus sonhos.

A resposta no primeiro momento de seu pai não foi o esperado, mas no segundo momento, já as vésperas de registrar a candidatura, Seu Raimundo foi direto “Não sou a favor meu filho de você entrar na política, mas se é um desejo seu, se é um sonho seu, seu pai está aqui de seu lado pra lhe apoiar”. Abaixo de DEUS, era tudo que aquele jovem sonhador precisava ouvir, as lágrimas se transformaram em força e fé.

Hélio se candidatou sobre forte desconfiança dos caciques da política local que não acreditava na força do povo. Ele eleito nas urnas vereador no ano 2000, sendo o parlamentar mais novo da legislatura, e ainda pelo o PMDB, partido que ele é filiado até hoje. Ser bacurau já estava em seu DNA.

De lá pra cá foi só vitória, porque as adversidades que já enfrentou, e as que ainda irá enfrentar, faz parte da politica, da vida pública, Já dizia o escritor Leonardo Luiz “não há vitorias sem lutas, muito menos conquistas sem batalhas. A vida é feita de oportunidades, e o mais importante talvez não seja saber somente aproveita-las, mas também cria-las…”.

Todas as eleições que Hélio já disputou foi vencedor, foi eleito vereador, presidente da Câmara, e Prefeito por duas vezes. Hélio está em seu segundo mandato que se encerra em 2020, mas diante do bom trabalho que vem prestando aos seus munícipes, o zelo com máquina pública e respeito ao povo, o gestor tem grande aceitação popular, e certamente não terá dificuldades de fazer seu sucessor para os próximos quatro anos.

O que credencia o filho de Seu Mundinho, é que o poder de vereador e hoje Prefeito, nunca mudou sua maneira de viver, a sua simplicidade e humildade sempre chamou atenção e nortearam sua trajetória de vida, não só como político, mas também como pessoa, um ser humano diferenciado, um Prefeito que governa para todos.

Se hoje Hélio é um homem considerado, respeitado, trabalhador, família e povão, isto é graças aos valores passados pelos seus pais. Seu Raimundo Nonato e Dona Maria Neves, que sempre cobraram muito isso. Eles ensinaram o valor do trabalho e da honestidade, fatos que ele se orgulha muito e, com certeza, o deixa orgulhoso.

Nenhum comentário: